• Joana Martins

Livro da Semana 8


Uma estória simples e bela. Ilustrações ricas com as cores quentes de África salpicadas pelos tons frios do rio e do mar. Nesta narrativa ficamos a conhecer a Poeirinha que leva uma existência singela e desprovida de tanto, mas não de imaginação. Quanto ao seu irmão, Zeca Zonzo, até de juízo era desprovido e “as ideias lhe voavam como balões em final de festa”! Nem Poeirinha, nem Zeca, nem a restante família, algum dia tinham conhecido o mar. Mas numa altura de aflição, e porque para o forasteiro Tio Jaime Litorânio o mar todos os males curava, Zeca, que afinal de tonto pouco tem, encontra forma de levar Poeirinha a conhecer o mar sem sequer mesmo sair do lugar. E é o amor deste menino pela sua irmã que lhe abre a dimensão mágica da imaginação e que vai permitir que Poeirinha saboreie as ondas do mar, observe as gaivotas a voar e sinta a dureza das rochas. Sem final feliz, o livro termina de forma tranquila, tal como a viagem terrena de Poeirinha, que acaba a ser “beijada pelo mar” e se afogar “numa palavrinha”.




12 visualizações

©2019 by zenped. Proudly created with Wix.com